Tá procurando o quê?
Onde?

NUVISA Classifica Hospital Metropolitano Unimed com 95,2% de Conformidade em Práticas de Segurança do Paciente

 NUVISA Classifica Hospital Metropolitano Unimed com 95,2% de Conformidade em Práticas de Segurança do Paciente

A excelência do Hospital Metropolitano Unimed (HMU) nas práticas de segurança de seus pacientes foi
reafirmada após a unidade garantir a classificação de Média Conformidade na avaliação realisada pela Núcleo de
Vigilância Sanitária – NUVISA obtendo 95,2% de conformidade em suas práticas. Dos 21 itens analisados, o
hospital obteve cumprimento às normas em 20. De acordo com o Plano Integrado para a Gestão Sanitária da
Segurança do Paciente em Serviços de Saúde/ANVISA, anualmente os hospitais brasileiros com leitos de UTI
adulto, pediátrica ou neonatal devem realizar o preenchimento no FormSus da Avaliação das Práticas de
Segurança do Paciente. Espera-se que o processo de gestão de riscos baseado na implantação de práticas de
segurança induza o aumento gradual da conformidade dos serviços de saúde em relação às exigências de
estrutura e processo estabelecidas na RDC 36/2013. A responsabilidade do monitoramento dessa Avaliação cabe
às Vigilâncias Sanitárias (VISA) Estadual e Municipal, sob gestão da Coordenação de Segurança do Paciente e
Controle de Infecções (CSPCI), vinculada à Superintendência de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de
Saúde de Minas Gerais. Assim, de acordo com a conformidade dos indicadores de estrutura e processo
avaliados, a instituição recebe a classificação.

De acordo com a coordenadora do setor de Qualidade da Unimed Vale do aço Laís Caldeira, “A avaliação anual
realizada pela NUVISA é uma importante estratégia para a promoção da cultura da segurança, uma vez que
enfatiza a gestão de riscos, o aprimoramento da qualidade e a aplicação das boas práticas em serviços de saúde”.
Ainda de acordo com a coordenadora, o único Item não conforme da avaliação foi tratado pelo Núcleo de
Segurança do Paciente e implementado em dezembro deste ano. A avaliação foi realizada em setembro deste ano e é referente ao ano de 2019,

Publicações relacionadas