Tá procurando o quê?
Onde?

CODEMA aprova licença ambiental para estrada do Belvedere à BR 381 e implantação do Distrito Industrial II em Fabriciano

 CODEMA aprova licença ambiental para estrada do Belvedere à BR 381 e implantação do Distrito Industrial II em Fabriciano

O Conselho Municipal de Meio Ambiente (CODEMA) aprovou, por unanimidade, nesta terça-feira (22 /12), a licença ambiental de dois projetos de grande importância para o desenvolvimento socioeconômico de Coronel Fabriciano e região. O primeiro refere-se ao acesso entre Belvedere e Distrito Industrial II (BR 381); segundo vai possibilitar o início das obras do tão esperado Distrito Industrial II, próximo à Ponte Mauá, na divida entre Coronel Fabriciano e Timóteo.

A aprovação dos processos de licenciamento ambiental aconteceu após explanação detalhada dos impactos ambientais e propostas de compensação. Os estudos apresentados na reunião avaliaram fatores como solo, nascentes, fauna e flora existentes no local. O objetivo é compatibilizar diferentes interesses nas áreas e viabilizar o desenvolvimento socioeconômico de maneira sustentável e harmônica com a natureza.

“Coronel Fabriciano ganha uma nova área de vetor de crescimento. O Distrito Industrial II foi aprovado no CODEMA por unanimidade e tivemos a condição de aprovar também a licença ambiental da estrada que liga o Distrito I até a BR 381. São projetos de suma importância, que se complementam, e vão beneficiar a cidade e região em diversas áreas, da mobilidade urbana à geração de emprego e renda”, explica o secretário de Governança Urbana, Planejamento e Meio Ambiente, Douglas Prado.

Mais uma vez estamos presentes junto à administração municipal e os órgãos licenciadores do município para trazer desenvolvimento sustentável, respeitando todos os órgãos ambientais. Na reunião, também estavam presentes vereadores, empresários e interessados no assunto.

Os estudos apresentados na reunião do Conselho foram realizados pela Ambiente Vivo Engenharia, empresa de consultoria contratada pelos empresários do Distrito I e investidores do Distrito II, com participação da Secretaria de Governança Urbana, Planejamento e Meio Ambiente.

“São dois importantes empreendimentos: o primeiro é o traçado que promove a ligação da BR com o município o que ainda não existe; já o segundo, é o Parque Industrial Vale do Aço, o Distrito Industrial II, que também terá ligação direta com a BR 381 e o Distrito I, facilitando o escoamento da produção industrial destes distritos”, completa arquiteto e urbanista da Ambiente Vivo, Humberto Bastos.

 

CONTORNO VIÁRIO – DISTRITO I A DISTRITO II

 A estrada ligando o Belvedere e ao Distrito Industrial II (BR 381) vai facilitar a chegada de insumos e escoamento da produção do Distrito I pela rodovia federal. O acesso terá 3,6 km de extensão passando pela Área de Preservação Ambiental (APA) Mata da Biquinha.  De acordo com o projeto, o traçado foi pensado de forma a gerar o menor impacto na área, inclusive, sem impedir cursos d’ água e com a menor supressão de árvores, sobretudo, de espécies nativas, além de medidas de compensação, como o replantio de árvores e recuperação de áreas degradada.

A estrada está prevista no Plano de Manejo da APA da Biquinha, aprovado em agosto deste ano e já cadastrado no Ministério do Meio Ambiente; no Plano Diretor e aprovado e sancionado em 2019. O município, já obteve a doação do terreno pela Arcelor Mittal, que é proprietária de boa parte da área da APA da Biquinha. Em paralelo, o município trabalha para captar recursos e viabilizar a construção do Parque Ecológico no local.

 

DISTRITO INDUSTRIAL II

 O novo Distrito Industrial de Fabriciano vai ocupar uma área aproximada de 100 hectares (1 milhão de m²). O local tem capacidade para abrigar cerca de 230 empresas de médio e grande porte e já conta infraestrutura como gasoduto, linha de transmissão de energia além da localização privilegiada – Região Metropolitana do Vale do Aço, portanto, próximo a grandes siderúrgicas e às margens da BR 381.

 

Publicações relacionadas