Tá procurando o quê?
Onde?

Imunização contra covid-19: ‘Se São Paulo começar a vacinar segunda, nós começamos na terça’, diz Kalil

 Imunização contra covid-19: ‘Se São Paulo começar a vacinar segunda, nós começamos na terça’, diz Kalil

Em entrevista exclusiva à Itatiaia veiculada nesta quarta-feira, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) disse que o acordo com o governo de São Paulo e o Instituto Butantan prevê a aquisição de 400 mil doses da vacina Coronavac, para imunizar profissionais da saúde da capital. O protocolo de compromisso foi firmado nessa terça-feira (15), em São Paulo. Cada dose custará cerca de R$ 50.

Kalil deixou claro que se trata de um plano B adotado por precaução. “O plano A é governo federal comprar e distribuir”, disse o prefeito. “Se São Paulo começar a vacinar, seja por ordem da Justiça, seja por ordem da Anvisa, na segunda, nós começamos na terça. São 400 mil doses só para o pessoal da saúde. Mandei separar para comprar vacina e proteger o pessoal da saúde na primeira etapa. O dinheiro é para isso. Vai ser (vacinação) dentro dos hospitais, seja público ou privado”, explicou.

Em outra frente, o prefeito também falou da preparação para a cidade receber a vacina desenvolvida pela Pfizer. O imunizante precisa ser armazenado em uma temperatura inferior -70° C. Conforme Kalil, a capital já tem um acordo com a UFMG para armazenar até um milhão de doses.

“Se for a (vacina) da Pfizer, Belo Horizonte já tem 15 super freezers separados. Podemos armazenar hoje um milhão de doses de vacina da Pfizer”, garantiu.

Fonte: Itatiaia

Publicações relacionadas