Tá procurando o quê?
Onde?

Homem tenta matar ex-companheira e se mata em seguida no Barro Preto

 Homem tenta matar ex-companheira e se mata em seguida no Barro Preto

Uma tentativa de feminicídio, seguida de suicídio. O crime ocorreu na tarde desta quinta-feira (26/11), na Clínica de Fisioterapia Fisicor, na Rua Juiz de Fora, 953, Barro Preto. Um homem de 28 anos atirou contra a mulher, que é fisioterapeuta na clínica, atingindo-a na cabeça, e em seguida, matou-se, também com um tiro na cabeça. Os nomes não foram revelados pela Polícia Militar, que atendeu a ocorrência.

Os motivos que levaram ao crime ainda não foram totalmente esclarecidos, mas sabe-se que o autor da tragédia estava de tornozeleira eletrônica, escondida por esparadrapos, e que a mulher tinha uma medida protetiva contra ele. Este a teria agredido há algumas semanas.

Uma das informações levantadas pela polícia dá conta de que a mulher baleada não seria casada com o agressor, mas que os dois estariam tendo um caso há alguns meses. O homem era separado.

“A mulher tinha um botão do pânico, para se proteger, mas sequer teve tempo para usá-lo”, diz o tenente Bruno, que atendeu à ocorrência. “O agressor não deu tempo para que ela acionasse o dispositivo”.
Segundo testemunhas, que trabalham na clínica, o agressor tinha feito uma ligação para o local, provavelmente para saber se a mulher estaria lá. Ela teria atendido o chamado e comentou com colegas que achava que era ele.
Segundo o Boletim de Ocorrência (BO), no momento em que foi atingida, a mulher estava na recepção da clínica. Ela foi atingida e em seguida, ele se matou. O local fica em frente ao quartel do Exército, e um médico da corporação correu até a Fisicor e reanimou a vítima, que estaria sem sinais vitais. O médico conseguiu a ressuscitação.
A mulher foi levada para o Hospital João XXII, onde está no CTI. Deve passar por uma cirurgia ainda nesta quinta-feira, por causa do ferimento na cabeça. A clínica ficará fechada nesta sexta-feira e no sábado.

Publicações relacionadas