Tá procurando o quê?
Onde?

#JustiçaporSophia mobiliza as redes em suposto caso de abuso

 #JustiçaporSophia mobiliza as redes em suposto caso de abuso

Usuários do Twitter se mobilizaram na manhã desta terça-feira (10) e fizeram o tópico #JustiçaporSophia se tornar um dos assuntos mais comentados na rede social. Segundo os internautas, o caso estaria relacionado ao estupro de uma criança de 7 anos, pelo padrasto, feito com autorização da mãe. A polícia, porém, não confirmou que se a ocorrência é verídica.

Segundo informações que circulam nas redes, a situação teria acontecido na cidade de São Fidelis, no Rio de Janeiro, na segunda-feira (9). Após imagens dos supostos envolvidos no crime serem compartilhadas em grupos de WhatsApp e no Facebook, um protesto se formou na frente da casa do casal envolvido na suposta história divulgada.

Durante a manifestação, a casa dos dois foi invadida e, segundo a Polícia Militar, foi depredada. O homem foi espancado. Segundo a Polícia Militar (PM), o casal conseguiu fugir para a casa de um vizinho e foi retirado do local com a chegada de policiais militares.

O casal foi então levado para um hospital, onde uma multidão se concentrou. A Polícia Militar precisou montar um esquema de segurança, e após o homem ter sido atendido pela equipe médica, os dois foram retirados da unidade pelas portas dos fundos e levado para a delegacia, onde um grupo ainda maior se concentrou.

A Polícia Militar cercou a rua da delegacia e foi pedido reforço de policiais que estavam de folga e de militares de Campos para que o casal pudesse deixar a delegacia da cidade e ser levado para a DP de Campos, onde foi feito o registro da invasão do imóvel e da agressão. O autor da publicação que viralizou nas redes sociais e gerou a mobilização também foi levado para a delegacia.

CASO DE ESTUPRO
Um inquérito da Polícia Civil foi instaurado sobre o caso, que vem sendo investigado pela 141ª Delegacia Legal de São Fidélis, onde as partes envolvidas já foram ouvidas. Entretanto, ainda não há comprovação de que o crime de estupro teria ocorrido.

Sobre o caso, o delegado Dr. Rodolfo Maravilha, que responde nesse momento pela 141ª DP, informou que os fatos estão sendo devidamente apurados pela delegacia da cidade. A criança envolvida na história passa bem. O caso é acompanhado pelo Conselho Tutelar.

Fonte: Pleno News

Publicações relacionadas