Tá procurando o quê?
Onde?

Em sintonia com Bolsonaro, Alê Silva esclarece detalhes importantes da obra do Aeroporto Regional Vale do Aço

 Em sintonia com Bolsonaro, Alê Silva esclarece detalhes importantes da obra do Aeroporto Regional Vale do Aço

A deputada federal Alê Silva em recente viagem à Brasília manteve o diálogo com representantes da Secretaria Nacional de Aviação para fazer a interlocução das demandas dos usuários do Aeroporto Regional Vale do Aço que aguardam ansiosamente a aplicação dos investimentos anunciados em obras, cerca de R$ 12 milhões de recursos do Governo Federal.

Geraldo Souza, taxista que trabalha no Aeroporto Regional Vale do Aço, acionou a deputada federal Alê Silva solicitando informações sobre as obras tão esperadas no Aeroporto que vão contar com recursos da União. Para o representante dos taxistas, os profissionais que lá atuam ficaram esquecidos com o fechamento do aeroporto. “Temos conhecimento que a obra já foi aprovada pelo governo federal e parte dos recursos já foi repassada. Reconhecemos a deputada federal Alê Silva como uma legítima representante nossa em Brasília. É ela quem toma frente das demandas que afligem a população. Ela ajuda bastante”, reconhece o taxista.

Conforme Geraldo Souza, a rotina dos taxistas acabou porque não tem serviço mais no local. Como o ponto de táxi é único e exclusivamente para atender a demanda dos usuários do aeroporto, hoje os 24 taxistas estão em casa parados.

Alê Silva foi recebida pelo subsecretário da Aviação Civil, Carlos Eduardo

Na semana passada, a deputada federal Alê Silva foi recebida pelo subsecretário da Aviação Civil, Carlos Eduardo Rezende Prado. “Ele me garantiu que as obras vão iniciar a partir do dia 29 de novembro de 2020, e que devem durar aproximadamente quatro meses. Segundo Eduardo, essas obras deveriam ter sido iniciadas no início de outubro, mas por entendimento do governo do Estado acharam por bem adiar para depois do período eleitoral. No Vale do Aço, vai ser uma obra de aperfeiçoamento e reforço da pista de pouso para que esteja apto a receber aeronaves de maior peso. Outro detalhe importante é que o governo mineiro ficará à frente das obras por meio do DEER (Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais). O Ministério de Infraestrutura participará da obra tão somente com a injeção dos recursos e com a fiscalização”, esclarece a deputada federal Alê Silva, que também chama a atenção dos deputados estaduais do Vale do Aço para que façam a intervenção junto ao governo de Minas e acompanhem o desenvolvimento da obra.

Concessão de hangares

Os empresários que possuem aeronaves também pleitearam junto a deputada federal Alê Silva a interlocução com a Secretaria Nacional de Aviação Civil para a construção de hangares no Aeroporto Regional Vale do Aço, medida que segundo Alê, tem a aprovação do governo federal que já demandou as providências necessárias por parte do Estado. “Estamos aguardando a publicação do edital de licitação e concessão para que esses empresários possam se habilitar. Nós sabemos da importância de entrega desse empreendimento para a inciativa privada, que terá condições de iniciar seu funcionamento”, concluiu Alê Silva.

Publicações relacionadas