Tá procurando o quê?
Onde?

Kassio Nunes toma posse como ministro do STF nesta quinta

 Kassio Nunes toma posse como ministro do STF nesta quinta

O magistrado Kassio Nunes Marques, de 48 anos, será empossado no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (5) às 16 horas. Nas palavras, a promessa do novo membro do STF é de atuação “objetiva”, disposição ao diálogo e “garantismo”. Marques é o primeiro nome indicado pelo presidente Jair Bolsonaro à Corte.

Natural do Piauí, Nunes Marques era desembargador regional e teve a indicação aprovada pelo Senado, com folga, há duas semanas (57 votos a 10, com uma abstenção), apesar das polêmicas em torno de seu currículo. A Universidade de La Coruña, na Espanha, não confirmou a existência de pós-graduação que ele disse ter cursado. Além disso, o desembargador teve longos trechos de sua dissertação de mestrado, na Universidade Autónoma de Lisboa, copiados de artigos acadêmicos de um advogado de quem é próximo.

A cerimônia de posse será reservada, com apenas outros cinco ministros do tribunal e a possível presença do presidente Jair Bolsonaro e dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). A medida é para evitar risco de contaminação, já que em setembro, após a posse do presidente do STF, Luiz Fux, nove autoridades contraíram o coronavírus. Não está previsto discurso do novo magistrado da Corte.

Marques tem falado em “descriminar o ouvir” no sentido de que escutar a divergência de opiniões é fundamental no ambiente democrático. A interlocução com os demais poderes não é exatamente uma característica dos magistrados de carreira que hoje integram o Supremo, como o presidente do tribunal, Luiz Fux, e os ministros Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Rosa Weber.

A disposição ao diálogo aproxima Marques da ala dos ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli, que mantêm interlocução com alguns dos principais nomes do Executivo e do Legislativo. Uma reunião na casa de Gilmar com Toffoli, Bolsonaro e Alcolumbre selou a indicação do desembargador à Corte.

Fonte: Pleno News

Publicações relacionadas