Tá procurando o quê?
Onde?

Chico Xavier é lembrado com estátua na Praça Rui Barbosa, em Uberaba

 Chico Xavier é lembrado com estátua na Praça Rui Barbosa, em Uberaba

Homenagem a um grande brasileiro que fez do diálogo, da tolerância e da caridade uma ponte entre o amor e a sociedade. Neste 2020 em que completaria, se estivesse vivo, 110 anos, o mineiro Francisco Cândido Xavier, o Chico Xavier (1910-2002), terá a memória reverenciada hoje em Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde viveu por décadas e morreu em 30 de junho de 2002. Em cerimônia na Praça Rui Barbosa, a prefeitura entrega à comunidade a estátua em bronze do médium.

Também hoje a comunidade recebe uma locomotiva maria-fumaça, de fabricação inglesa e datada de 1910, que foi totalmente restaurada e ficará na Praça Mogiana, no bairro Boa Vista.

De acordo com a secretária-adjunta de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Anne Roy Nóbrega, a locomotiva teve custo de R$ 145 mil, e a estátua, R$ 80 mil, graças ao pagamento de contrapartida de uma empresa beneficiada pela lei de incentivos fiscais e estímulos econômicos do município.

As ações fazem parte do projeto Geopark Uberaba – Terra de Gigantes, que inclui da paleontologia, cujo ícone são os dinossauros, a pecuária, com o gado zebu, e o líder espírita Chico Xavier. A secretária destacou os três pilares importantes de um megaprojeto histórico, “representados pela história religiosa”, com o ‘gigante’ Chico Xavier, os dinossauros e o zebu e a antiga Estrada de Ferro Mogiana, “que vem como um elo para a história do povoamento da cidade, ocorrido muito em função da ferrovia, cujos trilhos chegavam até o Centro da cidade”. A restauração da maria-fumaça ficou a cargo do Grupo Oficina de Restauro, de Belo Horizonte.

Escultura

A artista plástica Vânia Braga foi a responsável pela escultura em bronze do médium Chico Xavier, a ser instalada na Praça Rui Barbosa. Segundo a artista, foi realizado um trabalho semelhante em Pedro Leopoldo, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte onde ele nasceu – Chico Xavier se radicou em Uberaba em 1959 e ficou no município até morrer.

Estátua em bronze é homenagem ao médium, que passou a maior parte de sua vida em Uberaba (foto: Prefeitura de Uberaba/Divulgação)

De origem humilde, ele se tornou mundialmente conhecido por sua obra espírita e pela atenção dispensada a todos os que o procuravam em busca de auxílio espiritual na Casa da Prece. Mais de 400 livros por ele psicografados já foram editados, alguns em vários idiomas. As pesquisas mostram que “deixou um legado que desperta interesse e atrai muitos visitantes a Uberaba”.

A escultura tem tamanho natural, com a mesma linguagem que a artista, conterrânea do médium, aplicou no exemplar instalado em praça da cidade de Pedro Leopoldo, sendo retratada com o livro Nosso lar nas mãos. A obra em bronze pesa 250kg, produzida na Fundição Artística São Vicente, em BH, sob a coordenação do artista Diego Rodrigues.

De acordo com Vânia a intenção era homenagear o homem considerado “o mineiro do século”. Para ela, “é um prazer ver a obra retratando Chico Xavier em Uberaba, pois se trata de uma homenagem ao líder espírita, responsável por semear e cultivar aqui amor, respeito, tolerância, diálogo e solidariedade”.

Publicações relacionadas