Tá procurando o quê?
Onde?

Evolução à Onda Verde poderá permitir eventos em Ipatinga em 10 dia

 Evolução à Onda Verde poderá permitir eventos em Ipatinga em 10 dia

O munícipio de Ipatinga que hoje se encontra enquadrado na Onda Amarela do Minas Consciente será submetido a uma nova análise para que o município possa se enquadrar na Onda Verde, que  é previsto o retorno de atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo. Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas e bufês podem voltar, além de cinemas. Bares também podem retomar o entretenimento (shows e espetáculos).

Para se enquadrar no programa Onda Verde, Ipatinga terá que ter cumprido 28 dias as regras da Onda Amarela e os dados do boletim epidemiológico do Covid-19 deverá estar favorável.

“Precisamos aguardar, até o fim do mês, para saber qual será a decisão do Governo de Minas. Mas acreditamos que ela será positiva e Ipatinga poderá passar para a Onda Verde, uma vez que o município, conforme informações divulgadas na imprensa, já alcançou a marca de 96% de pessoas curadas da Covid-19. Dos 8.217 pacientes confirmados com coronavírus na cidade, desde o início da pandemia, nada menos que 7.903 se apresentam curados até o dia 16 de setembro”, comemora José Maria Facundes, presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Bens e Serviços (Sindcomércio) do Vale do Aço.

“Basicamente, quando Ipatinga passar por 28 dias na Onda Amarela, com base nos indicadores, o Comitê Extraordinário Covid-19 estadual vai analisar o possível avanço à Onda Verde. Sabemos que o retorno de shows, congressos e feiras, por exemplo, será importante para que a economia se recupere como um todo, ainda que gradualmente. Se um setor volta a estar movimentado, todos os outros ganharão com isso”, complementa o dirigente sindical.

 

Publicações relacionadas