Tá procurando o quê?
Onde?

Pela 1ª vez, Criança Esperança não pedirá dinheiro ao público

 Pela 1ª vez, Criança Esperança não pedirá dinheiro ao público

Marcado para acontecer de 26 a 28 de setembro, o Criança Esperança, que corria o risco de ser adiado neste ano, terá uma mudança bastante significativa. A 35ª edição d0 programa beneficente da Rede Globo não pedirá dinheiro ao público.

A ideia é que os telespectadores participem enviando vídeos inspiradores de até 15 segundos que serão exibidos ao longo da programação. De acordo com a emissora, a campanha passou por transformações por causa do momento sensível em que a população se encontra diante da pandemia do novo coronavírus.

As doações em dinheiro serão feitas através das empresas parceiras. As arrecadações, que no ano passado foram menores que as do Teleton, do SBT, serão distribuídas entre os 111 projetos selecionados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

– Neste ano tão atípico, nos aproximamos ainda mais das pessoas e do mercado, para compreender as mudanças e novas demandas. Uma aproximação que nos fez perceber um crescimento na busca por propósito e empatia, especialmente na relação entre marcas e consumidores – disse o diretor de Negócios Integrados em Publicidade da Globo, Eduardo Schaeffer.

O grande show vai ao ar no dia 28 de setembro. A apresentação será dividida entre Fátima Bernardes, Luis Roberto, Tiago Leifert, Jessica Ellen, Luciano Huck e Maju Coutinho. Pedro Bial, Serginho Groisman e Ana Maria Braga farão participações especiais.

Fonte: Pleno News

Publicações relacionadas