Tá procurando o quê?
Onde?

Prefeito de Fabriciano quer liberar futebol e cinema, mas esbarra na Justiça

 Prefeito de Fabriciano quer liberar futebol e cinema, mas esbarra na Justiça

O prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinícius, usou as redes sociais para se dirigir à população nesta segunda-feira (20). O tema principal foi o atual cenário do município no combate contra a pandemia do novo coronavírus, que está em sua décima oitava semana. 

Conforme o boletim epidemiológico desta segunda, Fabriciano registrou 52 casos e mais uma morte pelo vírus. Até o momento, a cidade possui 21 óbitos confirmados pela Covid-19. 

Diferentemente de outras cidades que compõem o colar metropolitano do Vale do Aço, a prefeitura do município não divulga informações sobre as vítimas fatais da doença. Segundo o prefeito, a atitude tem como objetivo preservar as famílias enlutadas pela letalidade da pandemia. 

Confira nosso Boletim Epidemiológico desta segunda, 20.A Prefeitura de Fabriciano, junto com as equipes da Saúde, estão intensificando as ações de prevenção para impedir o avanço do Coronavírus (COVID-19). ????A recomendação é para as pessoas, sobretudo idosos, ficarem em casa.A Prefeitura disponibilizou o Tele Orientação – EuSaúde, com atendimento 24 horas por dia via WhatsApp pelo telefone (31) 99674-7263.Se apresentar febre alta, coriza, dificuldade respiratória e outros sintomas parecidos com a gripe, procure a Unidade Referência Coronavírus, na rua Albert Scharlet, s/n, das 7h às 22h, inclusive aos sábados e domingos.#coronavirus #virus #doencas #saude #novostempos #coronelfabriciano

Posted by Prefeitura de Coronel Fabriciano on Monday, July 20, 2020

Durante o pronunciamento, Marcos Vinícius revelou o esforço para retornar com as aulas presenciais das escolas da rede pública de ensino, além de outras atividades de lazer. “Estávamos pensando em liberar futebol, cinema, mas com essa nova determinação da Justiça aí, nós temos até o final do mês para adequar alguns setores. Lembrando que o futebol está muito próximo de ser liberado”, conta. 

O chefe do Executivo reiterou a intenção de trabalhar na direção da flexibilização do comércio que, há aproximadamente quatro meses sente os efeitos econômicos da pandemia. “Estamos com 130 dias da doença em Coronel Fabriciano. O que é essencial a essa altura do campeonato”?, afirma.

 

 

Publicações relacionadas