Tá procurando o quê?
Onde?

“Mais lojas vão fechar”! Em desespero, lojistas pedem reabertura imediata do Shopping

 “Mais lojas vão fechar”! Em desespero, lojistas pedem reabertura imediata do Shopping

Em uma série de 3 vídeos que começaram a circular nesta sexta feira (26) pelas redes sociais, alguns lojistas apelam ao prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, pela reabertura imediata do Shopping Vale do Aço, que está fechado a mais de 100 dias.

Os lojistas destacam que o Shopping possui mais de 3.500 funcionários e que esse fechamento está implicando em demissões em massa e o fechamento definitivo de várias lojas. Um impacto sem precedência.

Em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Ipatinga, o Secretário de Comunicação Breno Brandão, explica que a decisão de fechamento do Shopping não é da administração municipal e sim da Justiça de Minas Gerais que não permitiu a reabertura.

Ainda segundo o secretário, no que dependesse da Prefeitura de Ipatinga, o Shopping Vale do Aço estaria aberto e funcionando com as adequações que o estabelecimento fez para atender ao público em tempos de pandemia.

A situação dos lojistas ainda parece não ter um desfecho programado, tendo em vista que não há qualquer previsão de reabertura do shopping e das lojas, uma vez que Minas Gerais e o principalmente o interior, passam pelo momento mais crítico da pandemia.

Enquanto esse assunto não é resolvido, outros setores comerciais continuam funcionando, o que deixa os empresários ainda mais revoltados com o fechamento.

Entenda o caso

O Shopping Vale do Aço continua de portas fechadas e sem previsão de retomada das suas atividades. Essa foi decisão do desembargador Wilson Benevides, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) no dia 14 de maio, oportunidade em que o magistrado indeferiu a solicitação de reabertura do centro de compras que havia sido feita pela Intermall Empreendimentos e Participações – empresa que administra o shopping.

No fim de abril, o Shopping Vale do Aço foi autorizado a reabrir as portas após flexibilização de decreto municipal que também permitiu a volta do funcionamento de bares e restaurantes. No entanto, no dia 08 de maio, após pedido de liminar em Ação Civil Pública ingressada pelo Ministério Público (MP), o juiz Luiz Flávio Ferreira, da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Ipatinga, acatou a solicitação do MP e suspendeu os efeitos do decreto que permitia a volta de alguns setores comerciais que ainda não tinham permissão para funcionar.

Leia Mais: Shopping Vale do Aço pede por “igualdade de tratamento”

Leia Mais: TJMG decide que o Shopping Vale do Aço continua fechado

Publicações relacionadas