Tá procurando o quê?
Onde?

Donos de bares e lanchonetes pedem reabertura dos estabelecimentos em Timóteo

 Donos de bares e lanchonetes pedem reabertura dos estabelecimentos em Timóteo

Empresários de bares, lanchonetes e restaurantes de Timóteo reuniram-se nesta semana com a Prefeitura a fim de solicitar a reabertura desses estabelecimentos na cidade. Estiveram presentes, além dos representantes dos setores, a diretora da ACE e CDL de Timóteo, Thaís Lage, o prefeito Douglas Willkys e assessores da prefeitura. A reunião foi solicitada pelas entidades, com o aval de alguns vereadores na tentativa de interceder pela classe que estão liberados apenas para delivery aproximadamente 20 dias.

A ACE e CDL de Timóteo entregaram para o Prefeito e Secretários um plano de ação embasado através de cuidados e posturas que os estabelecimentos estão tomando, a fim de estarem aptos a funcionar sem comprometer a segurança e a saúde de clientes e colaboradores.

As demandas foram divididas em dois segmentos. Um é direcionado a lanchonetes e restaurantes, que desejam a autorização para recebimento de clientes no mesmo horário do comércio varejista praticado hoje na cidade e, fora deste horário, continuar com o atendimento delivery e ou retirada pelo cliente na porta do estabelecimento. Outro é para abertura do comércio de bares e estabelecimentos de alimentação noturno, que hoje só atendem por meio de delivery e retirada de mercadorias, para que possam receber os clientes.

De acordo com a diretora da ACE e CDL de Timóteo, Thais Lage, as reivindicações dos empresários partem da necessidade de contornar a situação de dificuldades que estão vivendo desde o início da pandemia, que suspendeu ou limitou o funcionamento dos estabelecimentos de alimentação. “Todos os empresários deste segmento estão passando por dificuldades e a ACE e CDL de Timóteo se juntam a eles para expor o que estão passando e mostrar a queda do faturamento, para que medidas de flexibilização sejam adotadas com o intuito de manter esse setor vivo”.

O prefeito Douglas Wilkys ouviu as demandas dos empresários, explicou a situação em que o município e a região do vale do aço se encontram e se prontificou a enviar documentos ao governador. Além disso, afirmou que as solicitações do setor serão discutidas na próxima reunião do comitê de risco.

 

Publicações relacionadas