Tá procurando o quê?
Onde?

Impostos: Veja como fica os pagamentos em meio à crise de Covid-19

 Impostos: Veja como fica os pagamentos em meio à crise de Covid-19

Impostos: Veja como fica os pagamentos em meio à crise de Covid-19

 

Em meio a pandemia do novo coronavírus, os governos Federal, Estadual e Municipal anunciaram mudanças em relação ao pagamento de impostos, tributos e contribuições. Para esclarecer as dúvidas da população, a equipe do Portal Mais Vip separou uma lista para te ajudar a se orientar quanto aos pagamentos em cada cidade. Confira:

Coronel Fabriciano

Em Coronel Fabriciano, o prazo para o pagamento do IPTU (Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana) e do ISS (Imposto Sobre Serviços) foi prorrogado. Confira as novas datas:

IPTU

  • 1ª Parcela ou cota única – 10/07/2020
  • 2ª Parcela – 10/08/2020
  • 3ª parcela – 10/09/2020
  • 4ª parcela – 13/10/2020
  • 5ª parcela – 10/11/2020
  • 6ª parcela – 10/12/2020

ISS

  • 60 dias após a data de vencimento

Ipatinga

Em Ipatinga, o prazo para o pagamento do IPTU (Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana) foi prorrogado. Confira a nova data:

IPTU

  • 1ª Parcela ou cota única – de 07/04/2020 para 20/04/2020

Timóteo

Em Timóteo, o prazo para o pagamento do IPTU (Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana), o ISS (Imposto Sobre Serviços) e a Taxa de Licença de Localização e Funcionamento foi prorrogado. Confira as novas datas:

IPTU

  • 2ª Parcela – de 13/04/2020 para 07/12/2020
  • 3ª Parcela –  de 13/05/2020 para 21/12/2020

ISS Fixo

  • De 31/03/2020 para 31/07/2020
  • De 30/04/2020 para 28/08/2020

ISS optante do Simples

  • Março – 20/10/2020
  • Abril –  20/11/2020
  • Maio –  21/12/2020

ISS não optante do Simples

  • Março – 07/10/2020
  • Abril – 06/11/2020
  • Maio – 07/12/2020

Taxa de Licença de Localização e Funcionamento

  • De 31/03/2020 para 31/07/2020
  • De 30/04/2020 para 28/08/2020

Âmbito nacional e estadual

O governo prorrogou, por 6 meses, o prazo para pagamento dos tributos federais no âmbito do Simples Nacional, relativos aos períodos de março, abril e maio. A medida vale para pequenas empresas e também se aplica aos Microempreendedores Individuais (MEIs). Assim:

  • a apuração março, que seria paga em 20 de abril, fica com vencimento para 20 de outubro;
  • a apuração de abril, que seria paga em 20 de maio, fica com vencimento para 20 de novembro;
  • a apuração de maio, que seria paga em 22 de junho, fica com vencimento para 21 de dezembro.

Já os tributos estaduais e municipais (ICMS e ISS) do Simples foram prorrogados por 90 dias, ficando assim:

  • a apuração março, que seria paga em 20 de abril, fica com vencimento para 20 de julho;
  • a apuração de abril, que seria paga em 20 de maio, fica com vencimento para 20 de agosto;
  • a apuração de maio, que seria paga em 22 de junho, fica com vencimento para 21 de setembro.

Foi prorrogado também o prazo de apresentação da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) para as empresas do Simples Nacional e da Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual (DASN-Simei), referentes ao ano calendário de 2019. O prazo agora se estenderá até o dia 30 de junho.

A Receita Federal prorrogou o prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) por 60 dias. O prazo final passou de 30 de abril para 30 de junho.

Nada mudou até o momento nos prazos e regras em tributos como o Imposto sobre a Renda (IR) das empresas e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Tá procurando notícia? Dá um MaisVip que acha!

Publicações relacionadas