Tá procurando o quê?
Onde?

Merenda escolar de 2020 é alvo de reunião da prefeitura de Timóteo

 Merenda escolar de 2020 é alvo de reunião da prefeitura de Timóteo
Divulgação

Os membros do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) de Timóteo participaram da última reunião em 2019 realizada na Secretaria de Educação, Esporte Cultura e Lazer na sexta-feira passada (17). Na pauta, o balanço da atuação do órgão no ano e a análise do cardápio da merenda escolar de 2020. O novo cardápio foi aprovado por unanimidade. “Além de toda variedade de produtos, ele o cardápio foi calculado para atingir as necessidades diárias de cada aluno, para o período em que ele permanece na escola”, esclareceu a nutricionista Tathiane Ferreira Silva, coordenadora de Bem-estar e Saúde do Educando da Secretaria de Educação.

Em 2019, a merenda escolar de Timóteo avançou em qualidade e em segurança alimentar. “Em todos os aspectos houve avanços: na dinâmica de reuniões do CAE; na qualidade e fidelidade nas datas de entregas dos gêneros que compõem o cardápio; no diálogo com a nutricionista”, aponta a presidente do CAE, Maria Helena Teixeira Barcelos. Na avaliação da presidente, um dos maiores ganhos foi a aquisição de um veículo utilitário para melhorar o processo de distribuição da merenda e garantir mais segurança alimentar, com um transporte exclusivo para entrega dos gêneros da merenda escolar.

O município sediou o evento do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Instituto Federal Sul de Minas (CECANE/IFSULDEMIMAS), com a presença de várias cidades vizinhas para debater sobre agricultura familiar. “Foi uma oportunidade de conhecer um pouco mais do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e as demandas e ofertas de gêneros da agricultura familiar, auxiliando no processo de montagem da chamada pública para aquisição de produtos pela Prefeitura”, informou a conselheira do CAE Helena Andrade de Souza. 

Por sua vez, Nilza Bibiana dos Santos, conselheira e merendeira da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Timóteo, pontuou que, durante as visitas do CAE às escolas, puderam ver o andamento dos procedimentos e constatar que as merendeiras estavam cumprindo o cardápio, e, com isso, aperfeiçoando o uso dos gêneros. 

Divulgação

A conselheira Danielle Fernanda Santos Silva, merendeira da Escola Municipal Limoeiro, relatou que, este ano, a inserção de novos alimentos deixou o cardápio ainda mais nutritivo. “Os alunos amaram a rosquinha de nata”, frisou, acrescentando a necessidade da oferta, em 2020, de mais treinamentos para os profissionais sobre armazenamento, manuseio e preparo de uma merenda de qualidade.

Outro ponto bastante satisfatório, em 2019, foi o fato da Prefeitura de Timóteo ter conseguido alcançar a quantidade mínima de aquisição de gêneros da agricultura familiar, de acordo com a Lei 11.947, de 16 de junho de 2009. Foi o primeiro ano que o município atingiu a meta que determina que no mínimo 30% do valor repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ao PNAE deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações. “Nosso objetivo é aumentar o percentual e fomentar ainda mais os agricultores familiares da nossa região”, expôs Tathiane Silva.

Conselho

O Conselho de Alimentação Escolar é o órgão responsável por acompanhar a execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), executando e fiscalizando a disponibilidade e a aplicação dos recursos financeiros destinados à alimentação escolar, em especial os recursos federais aplicados no programa. O CAE é composto por oito membros, entre titulares e suplentes, representantes de pais de alunos, profissionais da educação, sociedade civil e governo.

Publicações relacionadas