Tá procurando o quê?
Onde?

Não se esqueça de cuidar da sua pele

 Não se esqueça de cuidar da sua pele

A pele é o maior órgão do corpo humano e, muitas vezes, não recebe o cuidado necessário. Mais que uma questão de beleza ou vaidade, a saúde da pele é de suma importância para o bem-estar do corpo. A dermatologista Nívea Ruback fala sobre os cuidados que devemos ter com nossa pele no dia-a-dia.

Dra. Nívea Ruback foto: Luiz Abranches

A expectativa é que sejam diagnosticados mais de 170 mil novos casos de câncer de pele não melanoma em 2019. Que riscos esse tipo de câncer traz para o corpo?

O câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Entre os tumores de pele, este é de menor mortalidade e apresenta altos percentuais de cura quando detectado e tratado precocemente, porém, pode deixar mutilações bastante expressivas caso não se dê o tratamento adequado.  Apesar de ser mais comum em pessoas com mais de 40 anos (com exceção daqueles já portadores de doenças dermatológicas), a constante exposição de jovens aos raios solares vem diminuindo a média de idade dos pacientes. Pessoas de pele clara, sensíveis à ação dos raios solares, com história pessoal ou familiar deste câncer ou com doenças cutâneas prévias são as mais atingidas. O câncer de pele não melanoma apresenta tumores de diferentes tipos, dentre ele, os mais frequentes são o carcinoma basocelular (o mais comum e também o menos agressivo) e o carcinoma epidermoide.

Quais são os principais cuidados que devemos ter com nossa pele?

Os cuidados são simples e devem ser tomados diariamente: limpe a pele antes de dormir; lave o rosto pela manhã; faça sempre a esfoliação da pele; use e abuse dos hidratantes faciais e corporais e sempre use filtro solar, respeitando o fator determinado para a sua pele.

Gostaria de ressaltar a importância do uso do filtro solar e de medidas de proteção em todas as idades para a prevenção do câncer de pele e do envelhecimento precoce.  Os raios solares têm se tornado mais intensos e preocupantes nos últimos tempos. As novas gerações precisam se preocupar com os efeitos nocivos da exposição e iniciar a proteção a partir dos 6 meses de idade.

Procedimentos estéticos menos invasivos estão tomando conta dos consultórios. Quais você destacaria?

Atualmente, os consultórios dermatológicos apresentam um espectro variado de possibilidades terapêuticas e tratamentos estéticos. Podemos citar entre os mais procurados o uso da Toxina botulínica, preenchimentos faciais, Laser, peelings, bioestimulação de colágeno, intradermoterapia etc.

Quais cuidados o paciente deve ter ao procurar um dermatologista?

Faz-se necessário, ao procurar um dermatologista, verificar se o profissional está realmente habilitado para tal exercício. O especialista deve estar inscrito no CRM (Conselho Regional de Medicina) e na AMB (Associação Médica Brasileira) onde se encontra o seu registro de especialidade. Nos sites dessas instituições, é possível encontrar informações dos médicos registrados.

Publicações relacionadas